Tempo de Leitura: 8 minutos

12 coisas que você precisa saber sobre Cirurgia Ortognática Minimamente Invasiva

A Cirurgia Ortognática com abordagem minimamente invasiva está revolucionando o atendimento de pacientes com aterações do rosto e dos maxilares, conhecidas como deformidades dentofaciais. Neste artigo, eu listei 12 coisas que todo paciente interessado em fazer cirurgia ortognática deve saber. Aproveite!

Experiência do Cirurgião

  1. A Cirurgia Ortognática SEMPRE deve ser realizada por profissionais com experiência. Em especial, a abordagem minimamente invasiva é uma tendência inovadora na cirurgia ortognática e poucos profissionais atuam dentro deste protocolo. Escolha bem o seu profissional, converse e tire todas suas dúvidas em uma consulta. Toda cirurgia é definitiva. A melhor recuperação e o melhor resultado são construídos pela confiança do paciente no profissional e pela capacitação e dedicação do cirurgião para realizar os tratamentos. Pense bem nisso na hora de escolher quem vai cuidar de você.

    Cirurgia Ortognática Minimamente Invasiva - Experiência do Cirurgião
    Cirurgia Ortognática Minimamente Invasiva – Experiência do Cirurgião (Dr. Luciano Engelmann Morais)

Princípios da Cirurgia Ortognática Minimamente Invasiva

2. O que é CIRURGIA ORTOGNÁTICA MINIMAMENTE INVASIVA? A cirurgia ortognática é uma forma de tratamento que busca corrigir desarmonias entre os ossos do rosto e dos dentes, tendo uma melhora estética e funcional. A abordagem minimamente invasiva é uma maneira mais moderna de se realizar a cirurgia ortognática, e baseia-se nos princípios abaixo:

  • os procedimentos cirúrgicos são feitos com as menores incisões possíveis;
  • busca-se sempre a redução do tempo de procedimento (quanto menos de anestesia e cirurgia, menor é o trauma aos tecidos);
  • as técnicas buscam utilizar a menor quantidade possível de material de fixação esquelética indicado, para que as movimentações ósseas aconteçam com segurança e precisão. Assim, a cicatrização é facilitada e acelerada;
  • a maior velocidade da recuperação e a melhor cicatrização das regiões operadas ocorrem com tratamento fisioterápico iniciando no primeiro dia após a cirurgia, com o paciente ainda internado no hospital. A fisioterapia continua em casa durante 10 a 15 sessões;
  • a programação das cirurgias usa como rotina o Planejamento Cirúrgico Digital (do inglês Virtual Surgical Planning ou VSP), para ver antes da cirurgia o que poderá acontecer. Assim, o cirurgião testa e verifica tudo que precisa realizar na cirurgia e prevê dificuldades que eventualmente possam ocorrer. Com o VSP, o procedimento cirúrgico servirá somente para EXECUTAR a cirurgia, sem precisar de improvisações durante o ato cirúrgico;

    Planejamento-Cirurgico-Digital-para-Cirurgia-Ortognática
    Planejamento Cirúrgico Digital para Cirurgia Ortognática
  • uso de materiais e equipamentos de alta tecnologia, como a osteotomia com ultrassom ou piezoelétrica, para reduzir o trauma aos tecidos do rosto e maxilares durante o procedimento.

Duração do Procedimento Cirúrgico

  1. 3. Quanto tempo dura uma Cirurgia Ortognática Minimamente Invasiva? Com esta  abordagem, o tempo de duração da cirurgia é reduzido, quando comparado com a técnica convecional. Mas cada caso e cada paciente tem suas particularidades. Sendo assim, cada cirurgia pode variar seu tempo para ocorrer. O tempo de cirurgia pode durar de 2 a 6 horas, com variações para cada técnica e cada paciente.
Quantos dias dura o período de recuperação após a Cirurgia Ortognática Minimamente Invasiva?
Quantos dias dura o período de recuperação após a Cirurgia Ortognática Minimamente Invasiva?

A Recuperação após a Cirurgia

4. Qual é o período de recuperação após a cirurgia com abordagem minimamente invasiva? O paciente se recupera depois da cirurgia, em média, em duas a três semanas. Na primeira semana, a ocorre a recuperação da cirurgia. Normalmente, o paciente realiza o procedimento em um dia e sai do hospital no dia seguinte. A primeira sessão de fisioterapia acontece dentro do hospital, já no primeiro dia após a cirurgia. Isso faz muita diferença na redução do tempo de retorno para as atividades sociais do paciente.

Na primeira semana o paciente recupera-se, precisando observar os cuidados para quem se submeteu a uma cirurgia (alimentação líquida/pastosa, tomar os medicamentos recomendados, repouso em casa/hotel, continuar as sessões de fisioterapia).

Na segunda semana, ocorre a recuperação social (sair de casa, alimentar-se com mais segurança, conversar, trabalhar, realizar exercícios leves). Esse período de 14 a 21 dias de recuperação pós-operatória acontece quando se aplica a abordagem minimamente invasiva e fisioterapia precoce. Já na abordagem cirúrgica tradicional, mais invasiva, o tempo de recuperação após a cirurgia pode variar de 30 a até 60 dias. O edema (inchaço do rosto), a dificuldade de abrir a boca e a capacidade de realizar movimentos mastigatórios normalmente pode levar semanas ou meses para retornar à condição inicial antes da cirurgia.

DETALHES DO ANEXO 12-DICAS-de-Cirurgia-Ortognatica-MINIMAMENTE-INVASIVA
Clique na Imagem e acesse a Playlist no YouTube
12-DICAS-de-Cirurgia-Ortognatica-MINIMAMENTE-INVASIVA

Cirurgia Ortognática antes do Tratamento Ortodôntico

5. A cirurgia ortognática minimamente invasiva pode ser realizada ANTES do tratamento ortodôntico? Em alguns casos, sim! Esta escolha chama-se “Surgery First”, ou “Cirurgia Primeiro”, ou também Cirurgia de Benefício antecipado. Esta antecipação da realização do procedimento cirúrgico permite que o paciente realize a cirurgia ortognática antes de começar a movimentação dentária, com isso já se conquista a harmonia da face desde o começo do tratamento.

Essa opção está indicada em casos onde se verifica que o encaixe dos dentes após a cirurgia já será adequado. Claro, os movimentos dos dentes irão ocorrer após a cirurgia e são necessários para o caso ficar com o resultado 100% do ponto de vista funcional e estético.

Além disso, nos casos de cirurgia antecipada, ocorre uma aceleração da cicatrização na região operada, chamada RAP (“Regional Acceleration Phenomenon”). Este fenômeno faz com que os dentes se movimentem mais rapidamente, diminuindo o tempo necessário para concluir o tratamento. Nem todos os casos podem ser resolvidos desta forma, mas na consulta e conversando com seu cirurgião isso pode ser decidido, em conjunto com o ortodontista (dentista especializado em ortodontia).

Cirurgia Ortognática após Tratamento Ortodôntico de curta duração

 6. E para casos de cirurgia ortognática com necessidade de fazer movimentos dentários menores, existe o protocolo “Surgery Early”, ou Cirurgia Precoce. Funciona assim: o paciente faz a consulta com o cirurgião bucomaxilofacial e o ortodontista. Os dois profissionais conversam, planejam o tratamento e sugerem para você que a cirurgia ortognática pode ser realizada, mas que os dentes precisam ser movimentados um pouco. Em torno de alguns meses (por exemplo: até 6 meses) já será possível fazer a cirurgia ortognática. É dessa forma que você entra num protocolo de Surgery Early ou Cirurgia Precoce. As vantagens principais de realizar a cirurgia precocemente são parecidas com a Surgery First (resolvem inicialmente a desarmonia óssea do rosto e diminuem o tempo geral de tratamento), só que em menor medida, e a redução de tempo geral de tratamento também ocorre, em menor grau.

Tratamento Ortodôntico com Alinhadores e Cirurgia Ortognática

Tratamento com Alinhador Invisalign para Cirurgia Ortognática
Tratamento com Alinhador Invisalign para Cirurgia Ortognática

7. É possível fazer a cirurgia ortognática com o tratamento ortodôntico usando alinhadores (como Invisalign)? Sim, sem dúvida. Mas cada caso precisa de uma avaliação antes de se decidir pelo uso de alinhadores para fazer as movimentações dentárias. A cirurgia ortognática movimenta os ossos do rosto e para isso ocorrer, os dentes precisam estar bem alinhados para guiar o encaixe das bases ósseas durante a cirurgia. O uso de alinhadores é somente uma das formas de mexer os dentes para preparar o paciente para realizar a cirurgia. Claro que usar alinhadores é uma opção esteticamente melhor e mais confortável, mas cada caso precisa ser bem avaliado e a decisão final de usar ou não alinhadores antes e depois da cirurgia ortognática deve ser discutida entre o paciente, o cirurgião e o ortodontista.

Edema do Rosto reduzido na Cirurgia Ortognática Minimamente Invasiva

O Inchaço ou Edema no rosto é menor com a abordagem minimamente invasiva
O Inchaço ou Edema no rosto é menor com a abordagem minimamente invasiva

8. A cirurgia minimamente invasiva diminui o inchaço depois da cirurgia? Sim, mas cada paciente pode evoluir de forma individual. O edema (inchaço) que ocorre depois de qualquer procedimento cirúrgico (em especial no rosto) pode ser maior ou menor dependendo de vários fatores, como:

  • tempo de duração da cirurgia;
  • grau de movimentação óssea do procedimento;
  • tipo de técnica utilizada na cirurgia;
  • tipo físico do paciente;
  • uso de fisioterapia pós-operatória;
  • quais alimentos são consumidos no período de recuperação;
  • aplicação de gelo na face;
  • movimentação mastigatória;
  • posição de descanso utilizada pelo paciente (deitado, sentado, cabeça mais elevada do que o resto do corpo) e outros.

Entretanto, o fato do cirurgião usar um protocolo de cirurgia minimamente invasivo pode fazer com que o paciente tenha menos inchaço após a cirurgia, se todos os fatores que citamos acima forem observados. Converse com seu cirurgião sobre estes cuidados e boa cirurgia!

Menor Ocorrência de Parestesia na Cirurgia Ortognática Minimamente Invasiva

9. Os pacientes operados com abordagem minimamente invasiva têm menos parestesia ou “formigamento do rosto” depois da cirurgia? A sensação de tato alterada (ou parestesia) pode ocorrer após procedimentos cirúrgicos realizados próximos de áreas com estruturas nervosas. No caso da cirurgia ortognática, isso pode acontecer em um pequeno percentual dos casos. Entretanto, todo o planejamento feito antes da cirurgia (de forma digital) permite que se verifique onde passam as estruturas nervosas e que se escolham técnicas e equipamentos cirúrgicos para se evitar passar perto dessas estruturas e fazer os procedimentos cirúrgicos da forma mais cuidadosa possível no processo de separação e movimentação óssea durante a cirurgia, evitando a ocorrência da parestesia.

Formigamento no rosto - Parestesia
Formigamento no rosto – Parestesia

A abordagem minimamente invasiva e a experiência do cirurgião são fatores que podem reduzir as chances de ocorrer parestesia. Em alguns casos, os pacientes evoluem sem nenhuma parestesia após a cirurgia minimamente invasiva.

Cirurgia Ortognática Minimamente Invasiva para pacientes da Melhor Idade

Cirurgia Ortognática para Adultos da Melhor Idade
Cirurgia Ortognática para Adultos da Melhor Idade

10. A abordagem minimamente invasiva indica-se para pacientes de todas as idades? SIM! Os cuidados atuais com o processo cirúrgico e a recuperação muito mais tranquila da cirurgia ortognática minimamente invasiva são excelentes motivos para que pacientes de idade mais avançada, que tinham medo de passar pelo procedimento, decidam fazer a cirurgia.

 

Cirurgia Ortognática Minimamente Invasiva para Apnéia Obstrutiva do Sono

Ronco ou Apnéia Obstrutiva do Sono
Ronco ou Apnéia Obstrutiva do Sono

11. Pacientes com problemas de ronco ou apnéia, conhecida como Síndrome daApnéia Obstrutiva do Sono, se beneficiam com a cirurgia ortognática por abordagem minimamente invasiva. Esta opção de tratamento cirúrgico atende pacientes de várias idades, a partir dos 18 anos. Logicamente, é preciso fazer exames como a Polissonografia e avaliações faciais e mastigatórias para confirmar a indicação cirúrgica. Depois de diagnosticado, o paciente que tiver indicação para realizar a cirurgia pode fazê-la pela abordagem minimamente invasiva, com excelentes resultados.

 

Cirurgia Ortognática Minimamente Invasiva: a nova realidade

12. Se você descobriu que precisa realizar a cirurgia ortognática, lembre-se que a abordagem minimamente invasiva hoje é uma tendência irreversível, que apresenta resultados muito promissores e que tem como uma das maiores vantagens buscar a melhor experiência de tratamento para o paciente. O procedimento cirúrgico e a recuperação pós-operatória hoje passam a ser etapas mais tranquilas e seguras, quando comparadas com a cirurgia no modelo convencional.

Lembre que os procedimentos cirúrgicos minimamente invasivos devem ser realizados por cirurgiões bucomaxilofaciais capacitados, depois de treinamentos de alto nível e com uma longa experiência na área. Leve isso em conta no momento de escolher seu cirurgião e boa cirurgia!

Busque informações sobre Cirurgia Ortognática Minimamente Invasiva
Busque informações sobre Cirurgia Ortognática Minimamente Invasiva

 Para saber mais sobre a Cirurgia Ortognática Minimamente Invasiva, a cobertura por convênios e detalhes sobre como realizar seu tratamento, acesse o link abaixo e fale com minha equipe pelo WhatsApp:

 http://bit.ly/agendarConsultaCirOrtognaticaMI_DrLuciano

(Fale conosco pelo WhatsApp)

Um abraço e ótima cirurgia para você!

Acesse nossa seção Descomplicando a Cirurgia Ortognática, aqui mesmo no Blog

Playlist de Cirurgia Ortognática Minimamente Invasiva

DETALHES DO ANEXO 12-DICAS-de-Cirurgia-Ortognatica-MINIMAMENTE-INVASIVA
Clique na Imagem e acesse a Playlist no YouTube
12-DICAS-de-Cirurgia-Ortognatica-MINIMAMENTE-INVASIVA

Temos uma playlist completa no YouTube com vídeos explicando a Cirurgia Ortognática Minimamente Invasiva para você. Acesse!

Você quer receber novos Artigos do Blog em Primeira Mão?

Você quer receber os novos artigos do Blog em primeira mão?

* indicates required
SHARE
Previous articleDissipação anestésica: o novo paradigma da anestesiologia
Luciano Engelmann Morais
Luciano Engelmann Morais é Cirurgião Dentista, Especialista, Mestre e Doutor em Cirurgia Bucomaxilofacial e responsável pelos sites Lucianobuco.com, Lucianobuco.com.br, pelo PodcastBuco, e pelo Blog Lucianobucobrasil.com.br. Seu objetivo é transformar positivamente a carreira de estudantes e profissionais com dicas e conteúdos na área de Odontologia e Cirurgia Bucomaxilofacial e áreas relacionadas (Fisioterapia, Medicina e Saúde em geral), além de aulas completas e treinamentos fechados. . [Esp] Luciano Engelmann Morais es Cirujano Dentista, Especialista, Magíster y Doctor en Cirugía Oral Maxilofacial y responsable de los sitios web Lucianobuco.com, Lucianobuco.com.br, PodcastBuco y el Blog Lucianobucobrasil.com.br. Su objetivo es transformar positivamente la carrera de estudiantes y profesionales con consejos y contenido en el área de Odontología y Cirugía Oral y Maxilofacial y áreas afines (Fisioterapia, Medicina y Salud en general), además de clases completas y entrenamientos exclusivos.